Surto ??? Saiba mais!

Hi People!!

Hoje o assunto é sério, o Brasil se encontra mais uma vez em meio a uma epidemia de: Dengue, Chicungunya e Zika.
O que vem amedrontando mais é a Zika, por causa da encefalia em bebes de gestantes que entraram em contato com o vírus.
 Eu engravidei em meio a uma epidemia também e acho que vocês se lembram, da H1N1 (Gripe A),o risco para gestantes era imenso, e por isso venho aqui hoje, não para desmitificar, nem criar polêmica, mais para informar a todos sobre a doença, pois só devemos temer o que não conhecemos, eu acredito nisso, voltando ao meu caso, eu tive na época da minha gestação um quadro de gripe forte, porém sem febre alta, e minha médica obstetra na época me disse que certamente eu havia sido contaminada com o vírus H1N1, porém de forma branda, e que o medo e a paranoia só me fariam adoecer mais, eu confiei nela, soube de casos de gestantes que faleceram devido a gripe, porem a saúde delas já estavam comprometidas, e como agora pesquisei sobre o surto e tentei controlar meu medo e tomei as devidas providências.

Então bora lá tomar a primeira providência sobre essa epidemia, conhecer o que se sabe sobre ele:

O vírus Zika tem este nome porque em 1947 foi identificado entre os primatas da Floresta Zika, Uganda, na África. Era um vírus transmitido através de relação sexual e principalmente pelo mosquito irmão do Aedes Aegypti, muito parecido com os que transmitem a dengue e a febre amarela urbana.
No final do século XX o homem passou a fazer parte deste ciclo entre macaco e vírus, passando a ser chamado de hospedeiro acidental.Foi assim também com a febre amarela, doença de chagas, malária.Esse é um dos resultados do avanço do homem sobre a natureza. E com a aglomeração urbana surgiu o novo ciclo entre homem e mosquito transmissor, mantendo a circulação do viral desta arbovirose e a perpetuação da doença.

FATOS

- 1º caso no Brasil, logo após a Copa do Mundo, porém o caso confirmado veio só em 2015, na região  do Nordeste.

- 1º caso no mundo, África, no Sudeste Asiático, e veio para a América do Sul provavelmente pelo Oceano Pacífico.

- O período de aquisição do vírus da Zika por meio da picada do mosquito e a aparição dos sintomas variam de 3 a 12 dias, sendo que uma em cada quatro pessoas desenvolvem os sintomas, a maioria dos pacientes se recuperam, sendo que a taxa de hospitalização costuma a ser baixa.

- Os sintomas são parecidos com o da dengue, contudo mais brandos: febre alta ( por volta dos 38º C durando de 1 a 2 dias), dor de cabeça e corpo, manchas avermelhadas, dores musculares e nas articulações. Também causa conjuntivite, e  inflamação nas mãos e pés. Os sintomas duram de 4 a 7 dias. Outros menos frequentes são vômito, diarreia, dor abdominal e falta de apetite.

- Não há vacinas nem tratamento específico para o Zika vírus, apenas medidas para aliviar os sintomas, como descanso e  remédios como o paracetamol para controlar a febre, o uso de aspirina não é recomendado. E o importante também é consumir muito líquido.

- Prevenção é usar venenos contra o mosquito, e repelentes com o composto icaridina, manter-se com roupas compridas evitando as picadas do mosquito.

O Governo pede para que não se engravide nestes tempos, por causa da microcefalia que o vírus pode causar nos bebes. No momento cerca de 200 cidades correm o risco de surto de dengue e  Zika.
Gente não mencionei a microcefalia porque ainda tenho dúvidas sobre a relação de casos de encefalia com o vírus,  O que me leva a não ter certeza?

-Uma reportagem feita pelo Jornal Zero Hora publicado dia 10 de dezembro 2015, com ajude da especialista Lavínia Schuler-Faccini, presidente da Sociedade Brasileira de Genética Médica e professora da UFRGS, e Paulo Behar, chefe do serviço de infectologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, o jornal explica que:

  • Não há nenhuma relação entre vacina contra a rubéola e microcefalia;
  • Nos países africanos onde há a presença do vírus zika, a falta de registros sobre má-formações em recém-nascidos e a alta mortalidade infantil impossibilitam o controle de casos de microcefalia;

Fontes: BBC Brasil; Organização Panamericana de Saúde, Jornal Zero Hora, Site Carta educação.

E ainda ha quem diga que pode haver relação da microcefalia com a vacina tríplice que evita, sarampo, rubéola e caxumba.Sendo o primeiro Estado a disponibilizar essa vacina Nordeste.

Então prefiro esperar pela certeza do motivo.

Bem é isso.

Se cuidem!!




© De tudo Fica um Pouco - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout por: MPC Criação.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo