Moda na Idade Média

Oi pessoas!!

Continuando nossa saga pela origem da Moda, vamos conhecer hoje um período na nossa História conhecido como Idade Média, que inicia-se no século V e tem um desfecho no século XV, época marcada pelo sistema de produção Feudal e uma sociedade hierarquizada, onde a Igreja Católica é suprema.

Com este cenário não é difícil imaginar a moda da Europa, ou é?


Representação da Baixa Idade Media/ Imagem: História do Mundo


Nesta época o que distinguia as vestes eram as cores e os símbolos, cada feudo possuía um padrão bicolor e símbolos para se diferenciarem um do outro.

Alguns itens da indumentária militar também era utilizado nos trajes, como a couraça e a braçadeira.

Povos Bárbaros

Com a invasão barbara no século V, causando a queda do Império Romano, dá-se início a Idade Média.

Os povos Bárbaros, assim nomeados pelos romanos, eram compostos por:

Germanos: Indo- Europeu
Eslavos: Europa Ocidental e Asia
Tártaro- Mongóis: Asiáticos

Suas vestes eram confeccionadas de linho, algodão, couro, cânhamo e principalmente de lã. Os homens usavam calças longas que eram presas às pernas abaixo dos joelhos, calções curtos, e por cima de tudo colocavam um manto de couro ou pele de animal, presos ao corpo por alfinetes ou broche, para terem uma maior proteção.
Imagem:Idade Média - Wordpress

O traje feminino era composto por uma camisa de linho, e por cima uma túnica longa presa por cintos e broches, e por cima da túnica ainda usavam um xale preso por fivelas ou broches.

Imagem do Google

Os bárbaros usavam sandálias ou sapatos fechados, e no frio, homens e mulheres usavam toucas nas cabeças para se protegerem.

Com o avanço da Idade Média as vestimentas passaram a ser mais sofisticadas, as barras de seda nas túnicas e os bordados feitos de fios de ouro, prata e seda surgiram.

Bizâncio

Com as invasões, Roma enfraqueceu e a Capital do Império foi transferida para Bizâncio (capital:Constantinopla, hoje Istambul). Bizâncio foi fundada por colonos gregos da cidade de Mégara, em 658 a.C. A cidade recebeu o nome de seu rei, Bizas ou Bizante.
Suas vestimentas eram muito ostensiva e luxuosa e tinham uma característica diferente, que era a grande aproximação entre as roupas dos religiosos e dos civis.

Curso Prime


Somente a família imperial usava tecidos mais exuberantes, que ainda contavam com ricos e detalhados bordados trabalhados em fios de ouro, prata, pérolas e pedras preciosas. Eram bordados motivos florais, religiosos e animais. Entre os tecidos utilizados também estavam o algodão, linho e lã. Mantinham uma ostentação de cores, que era usada pelos mais privilegiados materialmente e pelo casal imperial.
Aqui os trajes traziam como principal objetivo esconder o corpo, por isso utilizavam grandes peças. O básico era um manto que tinha muita influência do corte romano,porém o comprimento da túnica era maior, e o comprimento das mangas ia até a altura dos punhos. Nos ombros usavam fivelas ou broches decorados, para fixar a peça, e nos pés, os sapatos eram enfeitados com pedras e pérolas.
Europa Feudal
Em relação ao Império Bizantino, era nítida a diferença em luxo e ostentação na indumentária, entre os mais e menos favorecidos a diferença estava no tecido e nas cores.
As vestes se diferenciavam também pelo comprimento, os menos favorecidos as vestimentas iam até o joelho, os mais ricos usavam na altura da panturrilha .
Por cima dos trajes usavam uma capa semicircular presa ao ombro por um broche, e ainda era forrada de pele para os dias frios.
Abaixo das túnicas os homens usavam calções, que quando compridos, eram presos por tiras de tecido na perna.
Já as mulheres usavam túnicas, com ou sem mangas, vestidas pela cabeça, que eram presas na cintura por cintos, e presas nos ombros por broches.Utilizavam também um lenço sobre os ombros e  um longo manto que poderia ser do tamanho da túnica.

Mulheres e homens usavam os cabelos compridos, as mulheres geralmente mantinham-os presos. Ambos também vestiam calçados de couro com tiras para serem amarradas nas pernas.
 Com o enfraquecimento do feudalismo foram surgido novas formas de se vestir:
Europa Gótica

Neste período as roupas passaram a delinear o corpo, principalmente a parte superior dos vestidos femininos, que passaram a ter abotoamento lateral.


Chapéus em forma de cones e chifres, afunilados no topo com um véu, e a Barbette, um tecido preso no alto da cabeça e que passava pelo queixo, se tornaram costume deste período.

Os trajes de homens e mulheres se diferenciaram porque as peças masculinas encurtaram e as peças femininas permaneceram compridas.
Os homens usavam os calções longos, meias coloridas, às vezes com uma cor diferente em cada perna e com o encurtamento da túnica, o traje com o Gibão (um colete com ou sem mangas abotoado na frente) apareceu.


Com o fim da Idade Média surge o conceito Moda, no início do Renascimento, com o propósito de diferenciar dos trajes dos burgueses, os nobres frequentemente alteravam suas vestes.

E assim encerro este post, espero que estejam gostando e até o próximo...Kisses!







© De tudo Fica um Pouco - 2015. Todos os direitos reservados.
Layout por: MPC Criação.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo